Subir
Imagem alt

Suor e bem estar

ABACATE VS. COCO: Um duelo do bem

Por Gabriela Pedrosa e Maria Eduarda Di Cavalcante

O abacate é uma fruta originária do México e América Central, pertencente à espécie Persea americana. Quando falamos nesse fruto, algumas dúvidas pairam no ar, como: ele possui gorduras? Sim, mas são gorduras boas, as famosas gorduras monoinsaturadas, fundamentais para controlar o colesterol e reduzir os triglicerídeos.

Além disto, o abacate é rico em vitaminas (A, C, E, K e do complexo B) e minerais como potássio, ferro, cálcio e magnésio, nutrientes importantes para o equilíbrio do nosso organismo. Outra característica interessante é a quantidade de fibras presente no abacate, onde cerca de 10g do fruto correspondem a 40% de toda a quantidade recomendada para ingestão diária.

Então considerando toda essa rica composição IMAGENS Divulgação nutricional, para que serve o abacate? Inclui-lo na alimentação pode trazer inúmeros benefícios, como: melhora anti-inflamatória, redução de estresse, ajuda na saúde cardiovascular, ajuda na regulação do colesterol, proporciona regularidade no trânsito intestinal, promove saciedade e ajuda no processo de emagrecimento. Além disto, por aumentar a absorção de carotenoides, melhora a visão e a saúde dos cabelos e pele, auxilia na regulação do sono e da menstruação, combate os radicais livres evitando o envelhecimento precoce e ajuda na construção da massa muscular.

No Brasil, o abacate é muito consumido na forma fresca, especialmente, batido com leite ou amassado. Mas, existem muitas outras aplicações do fruto no dia a dia. Sempre reserve espaço para ele na mesa.

O coco é uma fruta com a presença bem acentuada na costa litorânea, especialmente, na região nordeste. Em uma forma de apresentação mais popular, a água de coco marca presença na mesa dos brasileiros desde longas datas. Ela constitui-se um potente isotônico natural que, além do seu efeito hidratante e revitalizante, possui também um grande potencial antioxidante, devido à variedade de nutrientes e minerais em sua composição (selênio e zinco, principalmente).

Além disso, muitos são os benefícios que também podem ser extraídos do consumo de sua carne, uma ótima opção para os lanches, bem como de outros produtos que o possuem como matéria prima, como: óleo de coco, farinha de coco, manteiga de coco, “chips” de coco, entre inúmeros outros.

Além do seu sabor encantador, o coco possui baixo teor de carboidratos e é rico em triglicerídeos de cadeia média (TCM), uma gordura de rápida digestão que funciona como fonte de energia, aumentando a taxa metabólica, além de mobilizar os estoques de gordura e ajudar na manutenção da massa magra. Efeitos bastante desejados por todos, ainda mais pelos praticantes de atividade física.

E os benefícios param por aí? A resposta é não! O coco possui propriedades anti-inflamatórias, imunológicas e de redução do apetite devido a sua propriedade sacietogênica. Mas, cabe uma informação importante. Apesar das frutas aqui apresentadas serem ricas em gordura insaturada, também conhecida como “gorduras boas”, elas são muito calóricas (aproximadamente 180 calorias em 100g de abacate e 500 calorias em 100g de coco seco). Portanto, devem ser inseridas nas dietas com cautela e de acordo com as necessidades de cada um. E aí, qual a sua escolha? Coco ou abacate?

 

Oquê achou dessa postagem?