Subir
Imagem alt

Suor e bem estar

QUERO COMPRAR UM TÊNIS: E agora?

Muita gente diz que custa caro se manter em forma. Academia, personal trainer, roupas, alimentação, nutricionista… Mas, se tem algo que você não deve economizar, é na escolha do tênis. Ele será seu melhor amigo ao longo do ano e, para não te abandonar ou causar problemas, deverá ser seu melhor investimento inicial. Para saber mais sobre o assunto, conversamos com o personal trainer Teco Cardoso, que nos deu várias dicas para uma escolha acertada.

Para começar, ele diz que usar um calçado apropriado para determinada modalidade esportiva, além de otimizar a performance atlética do indivíduo, pode assegurar uma maior integridade física no que se refere a articulações envolvidas nessa prática.

“O mais importante que devemos levar em consideração é que o calçado não deve alterar demasiadamente o movimento natural do pé, ocasionando encurtamentos no tendão de Aquiles e sobrecarregando toda a estrutura do tornozelo, sobretudo a fáscia plantar, aumentando os riscos de dores e lesões”, explicou.

Sendo assim, ele nos orienta a investir em tênis com um drop mais baixo (calçado minimalista) que possa ter um bom amortecimento e responsividade, porém, sem alterar substancialmente a mecânica da marcha a partir da articulação do tornozelo. Salientou ainda que isso vale para um entendimento em linhas gerais e que, dependendo da atividade e sua duração, pode ser que o atleta precise de um calçado mais específico. Porém, os cuidados com a articulação do tornozelo (mobilidade e flexibilidade), como também uma prática constante de liberação miofascial na sola dos pés e fortalecimento dos músculos intrínsecos, faz-se necessário para qualquer tipo de pessoa.

Dois excelentes modelos de tênis que suprem eficazmente com a demanda das práticas esportivas correlacionadas são o Nike free flyknit, para corrida e academia, e o Reebok nano 7.0, para academia e CrossFit. Considerando “academia” em relação a treino de musculação (agachamentos, passadas, leg-press). Visto que um tênis mais “chapado” oferece uma estabilidade maior, ao contrário dos tênis que possuem uma placa de amortecimento que prejudicam a execução de determinados exercícios em que os pés tenham que se fixar no solo.

Um tênis com muito amortecimento, dificulta a estabilização, comprometendo o equilíbrio também. O “Flyknit” é um bom tênis de corrida e não compromete tanto se usado na musculação. Embora, o ideal seria usar um mais chapado, como o modelo “metcon” da mesma marca ou o “nano” da Reebok”.

O que pode se concluir é que não existe o tênis perfeito. O mais importante é escolher o modelo de acordo com seu propósito, mesmo que para isso tenha que buscar ajuda de um profissional, como um personal, ortopedista ou fisiatra (cuidado com vendedores!). Eles irão analisar a relação entre as modalidades que irá fazer, a frequência com que irá treinar e seu tipo de pisada, chegando a melhor sugestão para seu conforto, segurança e melhor desempenho.

 

POR Antonio Maria do Vale

Oquê achou dessa postagem?